Internacional


COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

 

No processo de internacionalização, o PPGE trabalha com:

 

1.     Mobilidade discente no exterior

Doutorado-sanduíche: Evolução de estágios de doutorandos no exterior

___________________________________________________________________

Triênio 2007/2009      Triênio 2010/2012     Quadriênio 2013/2016

             2                                  9                               17

___________________________________________________________________

Cotutela: Dois alunos do PPGE têm dupla titulação - UFBA e Universidade de Lyon/França

Residência/Estágio/Estudo: uma mestranda realizou, de janeiro a março de 2012, residência em BURKINA FASO – África, com financiamento da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, ocasião em que ampliou o corpus da pesquisa sobre narrativas de contos da tradição oral em projeto que tem como título “Contação de histórias: da calçada para a sala de aula”

 

2.     Acolhimento de Estudantes Estrangeiros

· Participamos do PEC–PG/CAPES, acolhendo candidatos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém acordos de cooperação educacionais.  Temos recebido mestrandos e doutorandos  de Angola, Cabo Verde, Timor Leste, Colômbia, Chile, Moçambique, Cuba.

· Participamos também do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), que visa promover a integração interinstitucional e internacional, por meio de programas de mobilidade docente e estudantil, contribuindo com o processo soberano de internacionalização da rede universitária nacional com suas contrapartes estrangeiras. Desde 2012 temos recebido mestrandos e doutorandos do México, Honduras, Colômbia, Venezuela, Equador, Peru. 

. Ainda, independentemente dos convênios, temos recebidos mestrandos e doutorandos de outros países, como Cuba, Portugal, Colômbia, que se submetem ao processo seletivo regular do PPGE.

 

3.     Redes e parcerias de pesquisa  internacionais

Intercâmbios internacionais desenvolvidos pelos grupos e linhas de pesquisa do PPGE, no quadriênio 2013-2016:

Os pesquisadores e grupos de pesquisa do PPGE, neste quadriênio, também integraram redes de pesquisa internacionais, como a Rede Ibero Americana de Investigação em Políticas Educativas, a Rede Temática sobre Grupos Profissionais: Educação, Trabalho e Ciência (GP-etc), e a Rede temática de investigação em Análise Social das Profissões em Trabalho Técnico-Intelectual (ASPTI). Ainda, realizaram missões de estudos e desenvolveram vários projetos de pesquisa, em intercâmbio com pesquisadores e grupos de pesquisa de outros países (Alemanha, Portugal, Espanha, Cuba, Itália, França, Angola, Moçambique, Argentina, Dinamarca), de diferentes IES (ALEMANHA – DAAD/Alemanha, Universidade Braunschweig; PORTUGAL – Universidade de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade do Minho, Universidade de Aveiro, Universidade de Évora, Universidade do Porto, Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro, Instituto Superior de Serviço Social do Porto, Instituto Politécnico de Bragança; ESPANHA - Universidade de Vigo; CUBA - Instituto Superior de Cultura Física "Manuel Farjardo"; ITALIA – Universidade de Roma, Universidade Católica de Milão, Universidade de Salerno; ANGOLA - Instituto Superior de Ciências da Educação de Luanda; MOÇAMBIQUE - Universidade Pedagógica de Moçambique; ARGENTINA - Universidade de Cuyo; FRANÇA - Universidade de Roen, Universidade de Lyon; DINAMARCA – Universidade Aalborg).

Tais intercâmbios têm contribuído para a inserção e fortalecimento da participação dos pesquisadores do PPGE/UFBA em redes de pesquisa internacionais, o que intensifica a mobilidade de pesquisadores (docentes e discentes) e consequentemente o diálogo, o debate, e a qualificação da produção científica na área, seja através de publicações, seja através de missões de estudos e da organização de eventos conjuntos.

 

Dentre os intercâmbios internacionais desenvolvidos pelos grupos e linhas de pesquisa do PPGE, no quadriênio, destacamos:

O Grupo de Pesquisa Sociedade, Educação, Conhecimento e Trabalho - SECT, por meio da coordenadora, Profa. Vera Fartes, foi membro da Rede Temática sobre Grupos Profissionais: Educação, Trabalho e Ciência (GP-etc), em parceria com universidades portuguesas (Universidade do Minho, Aveiro, Évora, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro) e espahola (Universidade de Vigo). Foi membro da rede temática de investigação em Análise Social das Profissões em Trabalho Técnico-Intelectual (ASPTI), sediada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, que integra investigadores de várias universidades portuguesas e estrangeiras (Universidade do Minho, Universidade do Porto, Instituto Superior de Serviço Social do Porto, Instituto Politécnico de Bragança e Universidade Federal da Bahia). Destacamos como produtos desta cooperação específica, em 2013, uma coletânea reunindo textos de pesquisadores das diferentes instituições envolvidas nesta cooperação internacional: FARTES, V. L. B.; CARIA, T.; LOPES, A.; FARTES, Vera (Orgs.). Saber e formação no trabalho profissional relacional. 1. ed. Salvador: Edufba, 2013. Destacamos também a articulação do SECT com grupos de pesquisa do exterior, e a participação da Prof. Vera Fartes, do PPGE/UFBA, como consultora internacional no Projeto "Saberes, autonomias e reflexividade no trabalho profissional no Terceiro Setor” (SARTPRO), financiado pela Fundação para Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, e desenvolvido pelas Universidades de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Universidade do Minho (UM), Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Universidade do Porto (CIIE/FPCE/UP), mediante acordo de cooperação com a Universidade Federal da Bahia e o PPGE/UFBA, no qual a referida professora atuou como responsável acadêmica pela parte brasileira do Acordo, desde 2010.

RIAIPE3- Rede Ibero Americana de Política e Investigação em Políticas Educativas / Linha de Pesquisa Política e Gestão da Educação. Dois professores da Linha – Robinson Tenório e Rosilda Arruda participaram da Rede e de um “Programa Marco Interuniversitário para uma Política de Equidade e Coesão Social na Educação Superior” envolvendo 23 países. O projeto mobilizou 30 universidades, das quais 22 são latino-americanas e oito são europeias. A UFBA foi uma das três universidades brasileiras envolvidas, por intermédio do Grupo de Pesquisa em Avaliação da Faced. O projeto possibilitou a mobilidade discente e docente dos membros do programa, envolvidos na pesquisa, para o compartilhamento das discussões dos resultados da investigação, em encontros regulares na América Latina e na Europa. Um dos doutorandos envolvido na pesquisa, em 2013, realizou estágio na modalidade sanduíche na França, tendo sido estabelecido convênio de cotutela entre a UFBA e a Université Lumière Lyon 2 – França para a titulação do doutorando. Em 2014, outra doutoranda do PPGE, envolvida na pesquisa, iniciou seu estágio sanduíche na mesma universidade, também com convênio de cotutela estabelecido.

Ainda, a Linha de Pesquisa Política e Gestão da Educação, em 2013, elaborou a proposta de criação (PPP) de um Curso de Especialização em Agregação Pedagógica, para o Instituto Superior de Ciências da Educação de Luanda/ Angola. A proposta foi submetida ao Departamento de Educação I da Faced, com parecer exarado e aprovado. A implantação do curso está dependendo da celebração do Convênio de Cooperação Científica entre a UFBA e o ISCED-Luanda.

O grupo de pesquisa Educação, Cultura Corporal e Lazer desenvolve vários intercâmbios internacionais envolvendo universidades da Europa e da América Latina (Cuba), destacando nesta cooperação a mobilidade docente e discente, incluindo o curso de graduação em Educação Física da UFBA:

Com a ALEMANHA - DAAD/Alemanha Universidade Braunschweig, participando do intercâmbio os profes. Dr. Reiner Hildebrant Stramann, Cláudio de Lira Santos Júnior, Celi Nelza Zulke Taffarel, Elza Margarida de Mendonça Peixoto e Roseane Soares de Almeida. O objetivo foi a reestruturação curricular da formação de professores no curso Educação Física e referenciais curriculares básicos para Educação Física escolar. Foram realizadas missões anuais (2012-2016) com envolvimento permanente dos professores da Alemanha e da UFBA, promovendo intercambio acadêmico para desenvolver atividades próprias de ensino e pesquisa durante as visitas cientificas, bem como módulos do experimento sobre mudanças curriculares e formando professores das escolas públicas. O projeto contou com financiamento DAAD e do CNPq.

Dentre os produtos deste intercâmbio destacam-se: realização de eventos científicos: Seminário Interativo formação de professores; elaboração do plano pedagógico e arquitetônico para o CEFE/UFBA na área da Educação Física; publicação de capítulo de livro: TAFFAREL, Celi; SANTOS JR, Cláudio de Lira; et all. Acertar o alvo em velocidade. In: HILDEBRANDT-STRAMANN(Org.) Histórias de Movimento com crianças. Ijui: UNIJUI. 2010. 169 p. ISBN 978-85-7429-897-9. p. 86-101; pesquisa em rede – UFS, UFAL, UFRPE, UFBA; UFPB – Formação de professores e referenciais curriculares básicos para a Educação Física.

Ainda, numa parceria com a Universidade Braunschweig, no âmbito do Programa UNIBRAL/CAPES, foi desenvolvido o Programa UNIBRAL I, visando fomentar o intercâmbio de estudantes de graduação brasileiros e alemães e estimular a aproximação das estruturas curriculares na área de Educação Física, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos. Em 2015, cinco estudantes de graduação realizaram intercâmbio, e em 2016, três estudantes.

Com PORTUGAL – Universidade de Coimbra - Faculdade de Ciências do Desporto. Estiveram envolvidos os professores Antônio Barata Figueiredo e José Pedro Ferreira, da Universidade de Coimbra, e Cláudio de Lira Santos Júnior e Celi Nelza Zulke Taffarel, do PPGE/UFBA. Dentre as ações previstas/realizadas entre 2012-2016, nesse intercâmbio, estão o planejamento em conjunto de um programa de pós-graduação – mestrado e doutorado - em Ciências do Desporto e Educação Física; a colaboração na construção e consolidação de Grupo e Linha de Pesquisa junto ao CNPq e junto ao programa de pós-graduação em Ciências do Desporto e Educação Física das instituições conveniadas; a realização de estágio acadêmico curricular (graduandos) e estágio científico (já graduados) de acordo com orientações e normas de ambas as instituições; a realização de pesquisas em conjunto na área de Ciências do Desporto e da Educação Física; a realização de eventos integrados (seminários, simpósios, cursos e outros); a realização de publicações em coautoria.

Ainda, numa parceria com a Universidade de Coimbra, foi desenvolvida a Licenciatura Internacional em Educação Física/Ciências do Desporto (2012-2016), no âmbito do Edital CAPES 008/2012, com o objetivo de propiciar formação docente, com integração curricular e dupla-titulação, com base no desenvolvimento do conhecimento cientifico, implementando gestão e estratégias inovadoras. Foram envolvidos nessa formação a Comunidade do Calabar e as Escolas Estaduais Evaristo da Veiga e Theodoro Sampaio.

Com CUBA - Instituto Superior de Cultura Física "Manuel Farjardo". Estiveram envolvidos nesse intercâmbio os professores Teresa Diaz Domingues e Juan Silvio Cabrera Albert, pela instituição cubana, e Cláudio de Lira Santo Júnior e Celi Nelza Zulke Taffarel, pelo PPGE, com desenvolvimento de pesquisa conjunta, mobilidade estudantil, organização de eventos e publicações, ao longo do período de execução (2009-2015).

Com a ITALIA – Universidade de Roma – Estão envolvidos nesse intercâmbio os professores Antonio Mussino, pela instituição italiana, e Cláudio de Lira Santo Júnior e Celi Nelza Zulke Taffarel, pelo PPGE. A cooperação compreende missões anuais. No âmbito deste intercâmbio (2011-2017) está em desenvolvimento, com financiamento do FINEP/Ministério do Esporte, consultoria para a pesquisa “Diagnóstico nacional do esporte”, e a pesquisa conjunta “Saúde, Esporte Para Todos e Grandes Eventos Midiáticos”, com financiamento do Ministério da Educação, Universidade e Pesquisa Italiano (Ministerodell’Istruzione, dell’Università e della Ricerca della Repubblica Italiana). Ainda, estão previstos a participação em eventos no Brasil e na Italia e a publicação conjunta.

Em 2014, o projeto A aprendizagem dos professores de matemática com materiais curriculares educativos, coordenado pelo prof. Jonei Cerqueira Barbosa, mencionado anteriormente, passou a ser integrado também pela Universidade Pedagógica de Moçambique, através da participação de um de seus discentes, doutorando no PPGE, que utilizará os materiais produzidos no âmbito do projeto no contexto moçambicano.

O GEC, através do professor Nelson Pretto estaleceu intercâmbio, durante o ano de 2013, com a Universidade de Cuyo, em Mendoza, Argentina. Dentre as atividades conjuntas foram realizadas missões de trabalho de professores argentinos (María Fernanda Ozollo, Carlos Omar Arancibia e Diego Alejandro Díaz Puppato) na UFBA, no período de 18 de fevereiro de 2013 a 01 de março de 2013, com apoio do Programa de Movilidad Docentes y Docentes Nóveles da Uncuyo, e do prof. Nelson Pretto na Universidade de Cuyo, no período de 10 a 12 de outubro de 2013, para participar do 6º Seminario Internacional de Educación a Distancia (http://www.uncu.edu.ar/seminario_rueda/).

Ainda, o GEC, através dos professores Maria Helena Bonilla e Nelson Pretto, realizou trabalho conjunto com o prof Pier Cesare Rivoltella, da Universidade Católica de Milão, Itália, no âmbito da pesquisa interinstitucional Gestão e práticas pedagógicas no âmbito do Programa UCA: desafios e estratégias à consolidação de uma política pública para a educação básica (UDESC, UFBA e UFSC), tendo o prof. Rivoltella atuado como consultor da pesquisa. O prof. italiano ainda realizou missão de trabalho no PPGE, participando como mediador, comentador e avaliador do relatório final da pesquisa durante o Seminário (Des)caminhos de uma política pública? - II Seminário UCA BASC, realizado nos dias 03 e 04 de dezembro de 2013. Em 2014, o prof. Rivoltella escreveu o prefácio do livro “Projeto UCA: entusiasmos e desencantos de uma política pública”, resultado da pesquisa, publicado em 2015, pela EDUFBA.

O FORMACCE realizou ações de intercâmbio com a Universidade de Roen da França, a partir da visita acadêmica do Prof. Thierry Ardouin, recomendado pela profa. Sthéphanie Gasse, dessa Universidade, que visitou o Grupo de Pesquisa do PPGE em 2012. O Prof. Ardouin realizou uma Conferência sobre o Mestrado Profissional em Formação de Professores da Universidade de Rouen e a Internacionalização da Educação, bem como participou de dois encontros com o Grupo de Pesquisa. Em 2015 ocorreu nova vinda desse pesquisador ao Brasil, para dar continuidade aos intercâmbios acadêmicos, e em 2016 ocorreu a visita de pesquisadores do FORMACCE à Universidade de Roen, para um evento em conjunto.

O FORMACCE ainda mantém parceria interinstitucional com o Instituto de Educação da Universidade do Minho em Portugal - Uminho, sob as lideranças dos professores Roberto Sidnei Macedo e José Augusto Pacheco, coordenadores do Grupo de Pesquisa FORMACCE e do Grupo de Pesquisa Teoria e Prática de Currículo. A parceria envolve ações de estudos e pesquisas em currículo, com o tema “Formação pedagógica para a docência universitária nas áreas das ciências sociais e humanas: a UFBA e a UMINHO pós-reformas educacionais do Brasil e Portugal”, tendo dois financiamentos aprovados pela Fapesb, em fase de implantação, sob a coordenação do Professor Roberto Sidnei Macedo, e prevendo intercâmbios acadêmicos e a presença de pesquisadores dos dois grupos em eventos, estudos e pesquisas. Essa parceria já possibilitou estudos em nível de doutorado sanduíche em Braga/Portugal das alunas Surama Rebouças e Ana Verena Madeira, em 2013, e um pós-doutorado do professor Roberto Sidnei Macedo, em 2016.

O grupo de pesquisa MEL – Mídia/Memória, Educação e Lazer, no período de junho a outubro de 2013 participou do planejamento da pesquisa internacional sobre as juventudes luso-brasileiras envolvendo três grupos: Grupo MEL/PPGE/UFBA, Grupo de Pesquisa de Formação de Educadores, Comunicação e Memória (FECOM/PPGEDUC) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e o Observatório da Juventude Portuguesa (OJP) da Universidade de Lisboa (UL). A visita protocolar e a Mesa de Diálogo “Estudos contemporâneos sobre Juventude”, realizada no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, em 5 de novembro de 2013, marcaram o início da parceria. Participaram da articulação institucional os docentes Augusto Cesar Rios Leiro e Romilson Augusto dos Santos, pela UFBA, e José Machado Pais e Maria Manuel Vieira, pela Universidade de Lisboa.

A professora Maria Virgínia Dazzani mantém parceria com o pesquisador Jaan Valsiner, da Aalborg University - Dinamarca, para desenvolvimento de projetos de pesquisa fundamentados na Psicologia Cultural, sobre significados culturais em torno de diferentes temáticas relacionadas aos contextos da família e da escola. Esse programa de cooperação tem permitido o intercâmbio de pesquisadores e a realização de estágios pós-doutorais e estágios sanduíche para doutorandos do grupo PPGPSI/UFBA na Aalborg University. Entre os anos de 2013 e 2015 foram realizadas várias atividades em Salvador, incluindo visitas técnicas, seminários e workshops, com a participação de Jaan Valsiner e outros pesquisadores estrangeiros relacionados a essa rede de colaboração. Em decorrência da cooperação com o professor Jaan Valsiner, vários contatos com pesquisadores de outros países foram feitos. A partir dessa cooperação, iniciou-se contato com uma pesquisadora da Universidade de Salerno, Itália, Giuseppina Marsico, que, em 2012 e 2013, realizou várias atividades no Brasil, como professora visitante, e atualmente coorienta teses e dissertações no PPGPSI. Como resultado desse intercâmbio, entre 2013 e 2016 foram produzidos 07 artigos, 10 capítulos de livros e 3 livros/dossiê.

 

Intercâmbios internacionais desenvolvidos pelos grupos e linhas de pesquisa do PPGE, no triênio 2010-2012:

· O Grupo de Pesquisa Sociedade, Educação, Conhecimento e Trabalho – SECT - é membro da Rede Temática sobre Grupos Profissionais: Educação, Trabalho e Ciência (GP-etc), em parceria com universidades portuguesas (Universidade do Minho, Aveiro, Évora, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro) e espanholas (Universidade de Vigo). É membro também da rede temática de investigação em Análise Social das Profissões em Trabalho Técnico-Intelectual (ASPTI), sediada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, que integra investigadores de várias universidades portuguesas e estrangeiras (Universidade do Minho, Universidade do Porto, Instituto Superior de Serviço Social do Porto, Instituto Politécnico de Bragança e Universidade Federal da Bahia). A coordenadora do Grupo é consultora do Projeto "Saberes, autonomias e reflexividade no trabalho profissional no terceiro setor", financiado pela Fundação para Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal.

· Professores da Linha Política e Gestão da Educação do PPGE participam da Rede Ibero Americana de Política  e Investigação da Educação – RIAIPE3 - e do Programa Marco Interuniversitário para uma Política de Equidade e Coesão Social na Educação Superior, envolvendo 13 países da América Latina e seis da União Europeia, 30 universidades, das quais 22 são latinoamericanas e oito são europeias. 

· A Linha Educação, Cultura Corporal e Lazer desenvolve vários intercâmbios internacionais envolvendo universidades da Europa e da América Latina (Cuba): DAAD/Alemanha - Universidade Brauschweg, com o objetivo de pesquisar sobre reestruturação curricular, formação depProfessores e escola básica (financiado pelo DAAD); Universidade de Roma, desenvolve projeto para a pesquisa “diagnóstico nacional do esporte” (financiado pelo Ministério do Esporte do Brasil); Universidade de Coimbra, projeto de pesquisa sobre Licenciatura Internacional (financiado pela CAPES); parceria com a Universidad de Pinar del Río “Hermanos Saíz M. de Oca”, Centro de Estudios de Ciencias de la Educación Superior (CECES) e ITERRA Instituto Terra, para desenvolver pesquisas sobre a educação básica - Formação de Professores para Educação do Campo. (financiado pela CAPES e SECADI/ME).

· O Grupo de Pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologias – GEC desenvolve projeto de cooperação com o governo da Argentina, e integra um grupo de trabalho que reúne pesquisadores e autoridades da Argentina, Paraguay, Chile, Mexico, Equador e Costa Rica, em torno do uso de computadores nas escolas, dentro da filosofia 1a1.

· O Grupo de Pesquisa FORMACCE integra uma rede de pesquisadores oriundos da Universidade de Rouen e do PROPED da UERJ, sobre formação e pesquisas no campo da formação continuada de professores; mantém intercâmbio com a Universidade da Bretanha Ocidental, para o desenvolvimento, junto à Sociedade Europeia de Etnografia, de estudos e pesquisas envolvendo a etnografia da educação e suas contribuições para formação de professores; desenvolve estudos conjuntos com CIE-Uma, Centro de Investigação em Educação da Universidade da Ilha da Madeira em Portugal.         

· Professores dos PPGE/UFBA participam de um convênio de cooperação acadêmica  com o Timor Leste, para a realização do curso de Mestrado em Gestão e Avaliação Educacional, em curso naquele país.